CGG do Brasil conquista mais disponibilidade com Equinix

Ao terceirizar o ambiente de TI, a companhia passou a ter mais estabilidade em seu sistema e pode se concentrar em atividades essenciais para o core business

O Grupo CGG é líder em geociência de última geração, com foco na inovação e no compromisso em oferecer as melhores soluções sustentáveis para seus clientes ao redor do mundo, está presente no Brasil desde 1961. E, desde 2008, conta com o apoio da Equinix para hospedar todo o seu ambiente em tecnologia da Informação. A CGG do Brasil, subsidária brasileira do Grupo CGG, migrou sua infraestrutura para a companhia global de interconexão e data center e deixou para trás dificuldades relacionadas a indisponibilidade e manutenção.


Trabalhamos com uma aplicação que executa pequenas cargas de trabalho que rodam por um período determinado de tempo e, ao final, nos entregam imagens 3D da sub superfície. Com o ambiente de TI in-house, as chances de dificuldades com esse sistema eram maiores e isso poderia atrasar nossos projetos, uma vez que as preocupações da TI eram mais relacionadas com a infraestutura de data center do que com as nossas próprias aplicações”, explica Bruno Bandeira, Gerente de TI da CGG do Brasil. “Hoje não temos que nos preocupar com esse tipo de questão e nosso time passou a focar nos projetos de TI relacionados com o core business da empresa. A Equinix foi uma aposta que deu muito certo”.

O histórico com a Equinix começou quando a CGG do Brasil decidiu hospedar, no data center em Botafogo, Rio de Janeiro, um pequeno ambiente de storage como forma de testar esse modelo. O protótipo deu tão certo que, dois anos depois, a companhia transferiu grande parte de sua TI para o site. A última mudança de endereço ocorreu em 2014, quando foi concluída a construção de um novo data center na cidade, no bairro de Del Castilho.


“Este site é maior e mais robusto que o de Botafogo, além de ter certificação TIER III, características importantes para a CGG do Brasil. Com essa nova migração, a companhia pode estruturar seus equipamentos em um cage exclusivo, que nada mais é que uma ‘jaula’ com características de segurança ainda mais reforçadas e alta demanda de energia elétrica”, explica Rodrigo Guerrero, diretor de vendas da Equinix no Brasil. “Ficamos muito satisfeitos em apoiar a CGG do Brasil no desenvolvimento de seu setor de tecnologia e esperamos seguir crescendo juntos ainda por muito tempo”.

Postagens mais visitadas deste blog

Temos era para tudo, a interconexão é a bola da vez

Equinix anuncia resultados do 3° trimestre de 2016

Equinix apoia renovação de TI da Suzano